O que é Reiki?

Reiki é o nome popular de um método terapêutico de origem japonesa, cujo verdadeiro nome é USUI SHIKI RIOHO (Sistema Usui de Cura Natural). Esse método, consiste em captar da natureza um tipo específico de energia chamado Energia Vital Universal – REIKI e transmitir essa energia para os seres vivos através da imposição de mãos. Esse método foi desenvolvido em 1922 por Mikao Usui.

Como é mais fácil falar Reiki do que Usui Shiki Rioho, a palavra reiki vulgarizou-se como se fosse o nome do método. Mas na verdade, Reiki , é o nome da energia utilizada: Energia Vital Universal.

Quando o terapeuta reiki ou reikiano coloca as mãos sobre qualquer ser vivo, as células que formam o corpo desse ser captam das mãos do reiki as ondas de Energia Vital Universal.

Assim sendo, reiki nada tem a ver com fé, concentração da mente ou crença.

Por isso reiki é aplicado também em plantas, animais, crianças, doentes em coma, doentes com problemas mentais graves, com excelentes resultados.

O Reiki tradicional também não está ligado a nenhuma prática mística ou esotérica (com todo respeito a essas práticas).

É um método terapêutico simples e eficaz.

Ao entrar no corpo de uma pessoa, por exemplo, o reiki irá desintoxicar as células, melhorar o funcionamento dos órgãos e glândulas. Auxiliar a regenerar tecidos e aliviar dores. Melhorar o sono e a disposição geral. Uma hora de reiki equivale a 4 horas de sono.

É comum que as pessoas confundam reiki com religião, benzimentos, passes espíritas ou práticas de concentração mental, mas reiki não é nada disso.

Costumo dizer que o reiki só é verdadeiramente compreendido depois que é vivenciado seja através de se receber aplicações de reiki ou de se fazer um curso de reiki. Pois energia é algo abstrato, portanto, por mais que falemos, só é verdadeiramente compreensível através da prática.

Reiki na verdade é um método que além de melhorar a qualidade de vida no plano físico, também auxilia o equilíbrio das emoções, amplia a intuição e clareia a mente.

Pode ser aprendido por qualquer pessoa, independente de idade ou condições de saúde.

É um ótimo complemento para tratamentos: médicos, psicológicos, fisioterápicos e de acupuntura.

Entrei com contato com o Reiki através da Associação Brasileira de Reiki, grupo que introduziu esse método no Brasil em 1983. Nossa linhagem trabalha com o reiki tradicional.

Como os exemplos esclarecem mais do que simples palavras, coloco ai abaixo um dos relatos de vivencias de reiki que está em meu livro:

Reiki e enxaqueca

Tratei de M.G. homem, 42 anos. Sofria de Cefaléia in Salvas, um dos piores tipos de enxaqueca. Sendo uma pessoa de recursos materiais, já havia procurado ajuda dos maiores especialistas. A única coisa que conseguiu foi um alívio para as dores fortíssimas através de remédios que o deixavam dopado.

Fizemos 4 aplicações consecutivas de reiki e logo em seguida ele decidiu fazer o curso de nível 1 de reiki, para poder se auto aplicar diariamente. Já faz 4 anos, ele mantém a auto aplicação diária. Nunca mais teve nada.

Já tive um outro caso de Cefaléia in salvas em que a pessoa se auto aplica diariamente e as crises se tornaram mais raras, quando surgem são bem mais leves e duram menos tempo. Mas ainda não atingiu uma cura.

Percebemos claramente duas coisas:

  • Reiki não é milagre, é tratamento;
  • Cada ser humano é um universo único.

Observação: Há casos em que o tratamento de reiki, junto com o tratamento médico ou psicológico acelera o processo da cura. Há casos em que o reiki associado aos tratamento leva a grandes melhoras, mas a cura pode demorar anos. Nos casos em que a cura é impossível, como por exemplo: AIDS ou diabetes, reiki melhora muito a qualidade de vida do paciente.